• Redação

Comprovação vacinal em Goiás


O Governo de Goiás, por meio da Secretaria Estadual de Saúde (SES) publicou, na última sexta-feira (3), uma nota técnica com a recomendação da apresentação da comprovação vacinal completa contra a Covid-19 para a entrada de pessoas em alguns estabelecimentos. A nota também divulgou medidas para prevenção da doença nas festas de fim de ano, eventos culturais e de lazer.


Ainda segundo o governo, as festividades de final de ano podem ser realizadas apenas em locais onde for possível o controle do público e que a organização das festas precisam controlar a entrada de pessoas.


Para as confraternizações de Natal e Ano Novo, o governo recomenda que elas sejam feitas, de preferência, em locais amplos, com ventilação natural e, se acontecer em locais fechados, devem-se manter os ambientes arejados.


A nota técnica ainda reforça a necessidade dos cuidados com máscara, álcool gel e álcool 70% para evitar a disseminação do coronavírus.


Ainda conforme o governo, as pessoas que tiverem contato com infectados da Covid-19 ou que tiverem sintomas como febre, tosse coriza, dor de cabeça e outros, não devem participar dos eventos e devem ficar isolados em casa.


De acordo com o governo, para participar dos eventos, é necessário que todos os moradores com mais de 18 anos que já estejam completamente vacinados (com as duas doses ou dose única), e que adolescentes entre 12 e 17 anos tenham tomado ao menos a primeira dose.


Carnaval

Ainda de acordo com o governo, para as festividades do Carnaval, que devem acontecer apenas em fevereiro de 2022, as recomendações vão ser feitas na segunda quinzena de janeiro, quando a Secretaria Estadual de Saúde vai fazer uma nova análise do cenário epidemiológico.


Locais onde serão exigidos o comprovante vacinal:


Estádios;

Ginásios esportivos;

Vilas olímpicas;

Teatros;

Cinemas;

Salas de concerto;

Circos;

Casas de espetáculos;

Salões de festas;

Locais de visitação turística;

Museus;

Galerias e exposições de arte;

Parques de diversões,

Zoológicos;

Parques temáticos;

Feiras comerciais;

Conferências;

Convenções;


Fonte: G1

0 visualização0 comentário